28 de fevereiro de 2019

Programa Bolsa Estímulo beneficia 90 alunos da graduação

Com o objetivo de beneficiar e valorizar o esforço de seus alunos, a FDSM conta com o Programa Bolsa Estímulo, que concede semestralmente bolsas parciais de estudos a 90 estudantes da graduação com as melhores notas. O programa existe desde 2004 e beneficia os seis estudantes com as maiores médias de cada turma, com descontos de até 30% nas mensalidades do semestre. Clique aqui e confira quem são os beneficiados deste semestre.

Segundo o coordenador financeiro da faculdade, Prof. Luiz Otávio de Oliveira Rezende, o Programa Bolsa Estímulo, assim como as demais bolsas de estudos oferecidas pela FDSM, vem de encontro ao principal compromisso da instituição com os seus alunos e a sociedade: promover ensino de qualidade e acessível a um número cada vez maior de pessoas. “Temos orgulho e muita alegria em proporcionar aos nossos alunos as bolsas de estudos. Quando valorizamos e reconhecemos o esforço e a dedicação deles, estamos incentivando-os para que sejam sempre pessoas responsáveis e dedicadas em suas carreiras. Sabemos que o esforço de cada um se refletirá na formação e no futuro promissor que sonhamos para todos”, destaca.






FDSM realiza palestra com sobreviventes do bombardeio de Hiroshima e Nagasaki

No dia 23 de fevereiro, aconteceu na FDSM a palestra "70º Aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos: as nucleares de Hiroshima e de Nagasaki e o nascer de um novo pacto para a humanidade". O evento foi organizado pelo Prof. Dr. Hamilton da Cunha Iribure Júnior e pelo acadêmico Douglas Morais, pesquisador da Fapemig, e contou com a participação de dois sobreviventes do bombardeio de Hiroshima e Nagasaki no Japão, durante a 2ª Guerra Mundial, Takashi Morita e Kunihiko Bonkohara. Cerca de 450 pessoas estiveram presentes, entre alunos e comunidade. 

Complementando o evento, foi realizada durante a semana de 12 a 27 de fevereiro uma Exposição Fotográfica que retrata a tragédia das bombas atômicas de Hiroshima e Nagasaki. Confira as fotos:































27 de fevereiro de 2019

Mestrado realiza Aula Magna sobre Democracia Multinormativa

O Programa de Pós-Graduação em Direito da Faculdade de Direito do Sul de Minas promoveu no dia 22 de fevereiro a Aula Magna com o tema “Para uma Democracia Multinormativa”. A aula foi ministrada pelo Prof. Dr. José Rodrigo Rodriguez, da Unisinos (Universidade do Vale do Rio dos Sinos), Rio Grande do Sul. Cerca de 80 pessoas prestigiaram o evento.

Segundo o coordenador do PPGD, Prof. Pós-Doutor Rafael Lazzarotto Simioni, o objetivo foi apresentar o esboço de uma Teoria do Direito que encare a indeterminação como seu elemento central. "Para realizar esta tarefa, o palestrante, Dr. José Rodrigo Rodriguez,  apresentou  o que chama de legalismo liberal e sua concepção de racionalidade jurídica, para fazer um diagnóstico de sua crise a qual gira em torno da ideia de interpretação como construção, e da confusão entre as fronteiras entre lícito e ilícito", destacou.

Confira as fotos. 










13 de fevereiro de 2019

Professor da FDSM publica artigo em Revista da Universidad de Zaragoza


O professor Leandro Corrêa de Oliveira, docente da graduação e mestrado da FDSM, publicou artigo na Revista Científica Lefis 22, da conceituada Universidad de Zaragoza, localizada na Espanha.

O tema principal da Revista é "Teoria da Democracia e da Filosofia do Estado e Direito Constitucional". O artigo do professor tem como título "A legitimação democrática no âmbito da decisão: o Pós-Positivismo à brasileira e o problema da compreensão dos princípios (constitucionais) como os substitutos naturais dos velhos princípios gerais do Direito".

Segue link da Revista: bit.ly/2S1mdg2


FDSM investe em novo Laboratório de Informática

O ano letivo na FDSM começou com novo investimento para os alunos: um Laboratório de Informática maior e mais moderno. A primeira aula no novo espaço foi ministrada pelo professor Eduardo Matuk aos acadêmicos do 9º Período, e aconteceu nesta 3ª feira, dia 12 de fevereiro. 

Instalado em uma ampla sala de 223 metros quadrados, o novo Laboratório conta agora com design moderno e um número maior de computadores - passou de 49 para 90 baias. Para as aulas foram instalados 02 datashows, e também um moderno sistema de som.

"O objetivo deste investimento da FDSM é proporcionar aos alunos aulas com metodologia colaborativa. É uma inovação para o nosso ensino", destacou o gestor de TI da instituição, Virginio Souza.










12 de fevereiro de 2019

Bolsa Social da FDSM beneficiará 60 alunos carentes


Cumprindo o seu papel social junto à comunidade, a FDSM concederá neste ano 60 bolsas de estudos para alunos da graduação com carência socioeconômica, através do Programa Bolsa Social. Os beneficiados serão escolhidos a partir de Processo Seletivo. As inscrições vão de 11 a 17 de fevereiro.

O Programa Bolsa Social foi criado em 2012, e é mantido pela FDSM. Este é o ano em que mais alunos serão contemplados. "Nosso objetivo é tornar cada vez mais acessível o ensino de qualidade aos alunos. A FDSM tem esse compromisso com a comunidade, por isso sempre buscamos aumentar o número de contemplados com a Bolsa Social, além de outros programas de bolsas que temos. A bolsa será de 30% nas mensalidades aos alunos selecionados", disse o coordenador financeiro da faculdade, Luiz Otávio de Oliveira Rezende.

Os alunos que cumprirem todos os requisitos presentes no Edital poderão participar do processo seletivo mediante inscrição realizada diretamente no site - informações detalhadas em bit.ly/2TK19we . A entrega dos documentos relacionados deverá ser feita na Tesouraria da FDSM, entre os dias 11 e 17 de fevereiro, das 13h30 às 17h30, ou, das 19h às 21h30. O resultado final será divulgado no dia 28 de março.  

5 de fevereiro de 2019

FDSM é a única faculdade particular do Sul de MG a conquistar Selo OAB Recomenda


Mais uma conquista consolida o curso de Direito da Faculdade de Direito do Sul de Minas como um dos melhores do Brasil: o Selo de Qualidade OAB Recomenda. Instituído em 2001, o Selo é concedido a cada três anos às instituições de ensino superior que se destacam na formação de bacharéis de Direito, combinando dois critérios: o desempenho no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) e o índice de aprovação no Exame da Ordem. Veja notícia da OAB: bit.ly/2GpqPdJ .

Atualmente existem cerca de 1.500 cursos de Direito no Brasil. O Conselho Federal da OAB avaliou os 1.212 que atenderam aos critérios exigidos para participar da seleção, e a FDSM está no seleto grupo das 161 premiadas - veja lista: bit.ly/2Sig6br . Em Minas Gerais, 20 cursos foram agraciados, sendo a FDSM a única particular do Sul de Minas a conquistar o selo de qualidade. “O Selo de Qualidade OAB Recomenda é o reconhecimento de um trabalho sério que vem sendo desenvolvido há 60 anos. É uma conquista histórica para a FDSM, pois reflete todo o nosso empenho e dedicação para formar profissionais de excelência”, destacou o diretor da faculdade, professor Leonardo de Oliveira Rezende.

“O Selo OAB Recomenda tem grande importância para qualquer curso de Direito, e a FDSM é a única instituição particular do Sul de Minas a obter essa conquista. Na hora da escolha da faculdade, os alunos devem observar estes diferenciais, pois não basta fazer Direito, é preciso estar preparado para exercer a advocacia e demais carreiras jurídicas. E na FDSM o aluno recebe essa formação”, enfatizou o professor Elias Kallás Filho, coordenador do curso.

“Dos cerca de 1.500 cursos de Direito no Brasil, estamos entre os 161 melhores. Estamos muito felizes, é um presente para nós nestes 60 anos de história da FDSM. Somos uma fundação sem fins lucrativos, nossos investimentos em qualidade de ensino e estrutura física são contínuos. E isso traz os melhores resultados para o nosso trabalho. O Selo OAB Recomenda é mais uma vitória para a instituição, nossos professores, funcionários e alunos”, disse o professor Luiz Otávio de Oliveira Rezende.

Presidente da OAB critica liberação indiscriminada dos cursos de Direito no Brasil

Durante a cerimônia de premiação das instituições agraciadas pelo Selo OAB Recomenda, realizada no dia 30 de janeiro em Brasília/DF, o presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, criticou a política de liberação de cursos de Direito adotada pelo Ministério da Educação em governos passados e cobrou que a atual gestão esclareça os supostos critérios que permitiram que mais de 1.500 cursos de direito funcionassem no Brasil.

“A OAB tem denunciado o estelionato educacional patrocinado pelas últimas gestões do MEC, quando da liberação indiscriminada de faculdades de Direito, sem que haja um efetivo controle e preocupação quanto à qualidade do ensino. É chegada a hora de se abrir a ‘caixa preta’ do MEC, para sabermos as reais razões desse procedimento irresponsável e que atenta contra toda a sociedade”, disse Lamachia.